EFG

Escola do Sebrae une teoria e prática na formação de jovens empreendedores

Com mais de 20 anos de mercado, escola apresenta metodologia de ensino inovadora, aliando o ensino médio ao curso técnico em Administração

Formar cidadãos empreendedores competentes e sujeitos críticos, com foco na vivência de mercado. Essa é a proposta da Escola do Sebrae de Formação Gerencial (EFG), presente no mercado há 23 anos. Baseada no modelo austríaco de educação empreendedora, a escola é a única em Belo Horizonte a oferecer o ensino médio concomitante ao ensino técnico em Administração, preparando o aluno para o mercado de trabalho, para abrir o próprio negócio ou para ingressar na universidade.

“A EFG é uma escola para a vida, que prepara os jovens para assumirem competências exigidas no mercado de trabalho, tais como autonomia, pensamento crítico e capacidade de tomada de decisões. Estar preparado é fator chave para empreender em qualquer âmbito da vida”, destaca o gerente do Sistema de Formação Gerencial, Ricardo Pereira. “Defendemos que o empreendedorismo é muito mais do que abrir um negócio, mas uma ferramenta de transformação, que permite ao aluno abrir os horizontes e enxergar novas possibilidades em qualquer profissão ou carreira que escolha seguir”, completa.

O curso, realizado em três anos em horário integral, proporciona ao aluno, além do conhecimento técnico em gestão, a vivência prática do mundo empresarial. Do 1º ao 3º ano, os alunos participam de projetos (Tutoria, Vitrine e Empresa Simulada), para colocar em prática o conhecimento adquirido em sala de aula. Além disso, têm a oportunidade de participar de missões internacionais (atividades extracurriculares), em países como Estados Unidos e Alemanha, que permite aos jovens a troca cultural e a experiência internacional em negócios.

No Projeto Tutoria, aplicado no 1º ano do ensino médio, o aluno tem o primeiro contato com o dia a dia de um negócio. “Os alunos são organizados em equipes e escolhem um empresário tutor, que irá apresentar a rotina e os processos de gestão da empresa”, explica o gerente. No 2º ano, é a vez do Projeto Empresa Simulada, que permite ao aluno administrar uma empresa em uma plataforma virtual, passando por todas as suas áreas, em interface com uma rede simulada de mercado, com mais de 5 mil empresas virtuais. Por fim, no 3º ano, o aluno desenvolve a sua própria ideia de negócio, por meio da elaboração de um Plano de Negócios. “O Projeto Vitrine é o ápice do curso, quando o aluno já tem autonomia para desenvolver uma ideia de negócio viável, com base numa pesquisa de mercado”, destaca.

Para o gerente Ricardo Pereira, o grande diferencial do curso é permitir ao aluno, desde cedo, conhecer de perto a realidade do mercado de trabalho. “Durante o curso, os alunos têm contato com empresários, participam de feiras e eventos, simulam estratégias de gestão, transformam ideias em negócios e constroem conceitos e práticas empreendedoras para a vida. Somos uma escola voltada para a prática, formamos cidadãos empreendedores preparados para os desafios do mercado”, destaca.

 

Processo Seletivo 2018

A Escola do Sebrae está com inscrições abertas para o Processo Seletivo 2018. Até o dia 22 de agosto, os interessados podem se inscrever pelo site da escola (www.escoladosebrae.com.br). Os candidatos precisam ter nascido a partir de outubro de 2001 e devem estar matriculados no 9º ano do ensino fundamental. Serão 120 vagas disponíveis. O curso tem duração de três anos e as aulas são ministradas em período integral para os 1º e 2º anos do curso.

 

Assessoria de Imprensa EFG / Sebrae Minas

(31)3379-9139

Tags: EFG, Processo Seletivo