Leite

Fomento à produção leiteira de Coromandel e região

Sebrae e a indústria Embaré vão aumentar a participação de fazendas no projeto Educampo Leite, de apoio ao produtor rural

O projeto Educampo Leite, fruto de parceria entre o Sebrae Minas e a Embaré, gigante do setor de laticínios, e voltado para o produtor rural, está desenvolvendo ações para aumentar o número de propriedades participantes na região de Coromandel, no Alto Paranaíba. “Temos, na região, dois grupos já formados e em plena atividade. Mas, pela pujança da pecuária local, estamos trabalhando para aumentar ainda mais o número de fazendas acompanhadas pelo Educampo”, revela o analista do Sebrae, Denis Magela.

O Educampo foi criado pelo Sebrae Minas, em 1997, para atuar como modelo de assistência gerencial e tecnológica intensiva a grupos de produtores de uma mesma atividade econômica, vinculados a uma empresa parceira. O programa está ancorado em mais de 60 indicadores gerenciais e tecnológicos que permitem o planejamento dos produtores participantes. “No Educampo Leite vamos além da assistência técnica tradicional, atuando naquilo que é considerado como uma grande deficiência do produtor, que é a gestão do negócio”, ressalta o supervisor de fomento da Embaré e representante da empresa no projeto, Alexandre Cardoso.

Com o intuito de alcançar novas propriedades para se beneficiarem das vantagens do Educampo Leite, Cardoso será um dos integrantes de uma equipe técnica que irá percorrer a região nos meses de maio e junho. “Vamos mostrar as vantagens do Projeto para o pequeno e médio pecuarista que ainda não está conosco, além de apresentar a eles exemplos de sucesso verificados em propriedades participantes da própria região”, informa.

Após o périplo pelas fazendas de Coromandel, a equipe vai realizar o “Dia de Campo”, um seminário com palestras e debates acerca de temas de interesse dos produtores. O evento já tem data e local definidos: será no dia 14 de junho, na Casa da Cultura de Coromandel. Entre os temas a serem tratados, dois merecem destaque: cria e recria de bezerras e a estrutura do Compost de Barn.

Desenvolvido pela Embrapa, em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Composto de Barn é um sistema que visa melhorar índices produtivos e sanitários dos rebanhos, além de possibilitar o uso correto de dejetos orgânicos da atividade leiteira. “Com este método, o pequeno e médio produtor adquire inúmeras vantagens. Entre outras, ele consegue aumentar a produtividade, proporciona maior conforto e higiene para os animais, reduz problemas de perna e casco, aumenta a detecção de cio e de produção de leite e diminui o odor e incidência de moscas”, assinala Cardoso.

A intenção da equipe técnica do Educampo é levar Coromandel e o Alto Paranaíba ao patamar do Centro-Oeste mineiro, onde o acordo Sebrae-Embaré atua em mais de 100 fazendas. Mensalmente, as propriedades recebem a visita de um consultor, que faz a capacitação de dados para auxiliar na gestão. A Embaré produz 1,7 milhão de litros de leite beneficiados por dia na sua fábrica em Lagoa da Prata. São 1,6 mil funcionários encarregados de coletar e tratar o leite das propriedades (de portes variados) cadastradas no Educampo.

Cientes da sua importância para a economia regional, os atores desta cadeia – agroindústria e produtores - veem na parceria com o Sebrae um fator de crescimento, quantitativo e qualitativo, do leite. “O apoio do Sebrae é fundamental. Graças a ele, podemos aproveitar o conhecimento de consultores e palestras de experts”, aplaude Cardoso.

Assessoria de Imprensa Sebrae Minas (31) 3379-9271/ 9275 /9276

 

Tags: 13º salário, Agronegócios, Micro e Pequenas Empresas