EFG NEJ

Núcleo de Empreendedorismo Juvenil busca apoio para abrir novas turmas em Montes Claros

Projeto social da Escola do Sebrae de Formação Gerencial do Sebrae Minas forma primeira turma em julho

O Sebrae Minas, em parceria com a Fundação Educacional Montes Claros (Femc) e Novo Nordisk, realiza na próxima terça-feira (9), um encontro com empresários para apresentar as ações que estão sendo desenvolvidas pelo Núcleo de Empreendedorismo Juvenil (EFG NEJ). O evento será realizado às 9h, na sede da Escola Técnica, na Praça da Tecnologia, 77, no bairro São João. O encontro tem como objetivo sensibilizar e buscar parceiros para a manutenção do projeto em Montes Claros.

O NEJ é um projeto social da Escola do Sebrae de Formação Gerencial (EFG) do Sebrae Minas. Em Belo Horizonte, o projeto funciona Plug Minas, em parceria com o Governo do Estado. Fundado em 2010, o Núcleo nasceu com o intuito de oferecer formação empreendedora a jovens em situação de vulnerabilidade social. Durante um ano, os alunos realizam o curso técnico gratuito em Administração e, ao final, recebem o diploma.

O curso é desenvolvido dentro da metodologia Sebrae, que reúne teoria e prática em gestão empreendedora. Em Montes Claros, a escola que funciona na Femc, irá formar a primeira turma de 30 alunos no próximo mês de julho. Para ingressarem no curso, os jovens devem estar cursando o 3º ano ou ter concluído o Ensino Médio na rede pública, e serem aprovados no processo seletivo. Em Belo Horizonte, são oferecidas anualmente 330 vagas. Desde a fundação, em 2010, já são mais de 1800 jovens formados.

"Precisamos do apoio dos empresários para que o sonho de muitos jovens de se tornarem empreendedores não morra. Se não conseguirmos apoio, infelizmente não teremos uma nova turma para o segundo semestre. Nesse encontro, vamos mostrar aos empresários as instalações do NEJ, como funciona a metodologia e trazer depoimentos de alunos que viram na iniciativa uma chance de serem protagonistas da sua própria história", enfatiza o gerente da Regional Norte do Sebrae, Cláudio Luiz Oliveira.

Veia empreendedora

Aluna da primeira turma, Thiulliety Castro deixa um recado para possíveis apoiadores do programa. "Quero dizer aos empresários que podem investir sem medo, porque eles terão um profissional qualificado. O NEJ nos ajudou a acreditar em nós mesmos, a sermos cidadãos melhores e a desenvolver nosso talento e nossa capacidade empreendedora", destaca.

Silvânia Brandão é professora de marketing da primeira turma e destaca o empenho e qualidade técnica dos alunos. "Podemos observar um amadurecimento pessoal e também de aprendizado. Eles conseguem executar projetos por meio dos conhecimentos adquiridos e criar produtos inovadores. Defendem a ideia e despertam o interesse das pessoas. Estamos formando pequenos empreendedores que ousam em ideias de e-comerce, produção de alimentos, produtos artesanais e soluções tecnológicas. O resultado é visível", ressalta.

 

Assessoria de Imprensa do Sebrae Minas
(31) 3379-9275 / 9271

 

Tags: EFG, NEJ