Orientação

Porque a marca é tão importante

Muitas vezes é ela que faz com que um produto chegue primeiro à memória do consumidor

Da oficina mecânica de fundo de quintal à grande montadora, da costureira à mega confecção, da quituteira à gigante alimentícia, o que importa não é o tamanho ou segmento do negócio, mas a conquista de um espaço privilegiado na escolha dos clientes. Isso explica a importância da marca, afinal, é ela que distingue um produto no mercado.

As pessoas relacionam valores, competências e até sentimentos a uma marca bem construída. Muitas vezes é a marca que faz com que um produto chegue primeiro à memória do consumidor. E é por acreditar em seus atributos que o cliente a prefere em detrimento de outras. Não é à toa que especialistas consideram a marca como um ativo estratégico da empresa. Mais do que isso, a alma da empresa.

  Por isso a sua criação deve levar em conta que, para se firmar no mercado e ganhar o reconhecimento público, a marca deve ser coerente com os propósitos dos criadores. Ela deve espelhar os valores da empresa (sustentabilidade, por exemplo), e ser incutida diuturnamente nos ambientes internos (departamentos e pessoas) e externos (os clientes, o mercado).

Cuidar da marca, na verdade, vai além da conquista de mercado, uma vez que seu papel é também o de reger e manter a estratégia e a forma de atuação da empresa. Assim, de acordo com o apelo que a marca propõe, um automóvel será distinguido pela potência ou pela sofisticação; uma empresa de cosméticos, pelo cuidado com a natureza; uma de artigos esportivos, pela alta performance; uma de bebidas, pela universalidade; uma de pneus, pela durabilidade; uma de joias, pelo valor agregado. E assim por diante.

O cuidado com a marca nasce junto com a ideia da empresa. Nesse sentido, é importante que o empreendedor saiba com clareza que empresa ele quer ter, o que vai oferecer ao público, quem é esse público e qual é sua promessa. A promessa vai além dos produtos e serviços. O conjunto de valores que a empresa entrega (sofisticação, sustentabilidade, alta performance, etc.) é parte integrante da marca e a atenção a ela, em todos os processos da empresa, é o que gerará consistência para a credibilidade da marca. Cria-se uma personalidade para a marca, que será o ponto forte dos discursos e do gestual de comunicação.

Então, cuidar da marca é reforçar os vínculos com o seu público, contribuindo para melhoria constante da imagem da empresa e, por consequência, de seus produtos. Gerenciar uma marca é cuidar das expectativas do consumidor, ter atenção à experiência oferecida e, sobretudo, cumprir o que se promete nas ações de comunicação, nos slogans e nos discursos.

Por isso, é muito importante a pesquisa prévia antes do nascimento e da veiculação da marca. O processo para a criação começa com uma consulta ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), o organismo que regula marcas e patentes no Brasil. O processo é lento, mas garante exclusividade. O empreendedor, com sua marca devidamente homologada no INPI, estará seguro de que ela é realmente sua. Por outro lado, ninguém poderá copiá-la sem sua autorização, o que reforça sua condição de ativo valioso.

A propósito, mesmo antes iniciar o pedido de certificação no INPI, ou mesmo se não desejar fazê-lo, o criador deve pesquisar bem antes de lançar a criatura. Criar uma marca, trabalhar os valores da empresa e depois precisar alterar o nome porque ele já é de uso de outro negócio é uma dor de cabeça que o empreendedor não precisa ter. Além do incômodo e da perda de tempo a necessidade de mudar o nome já lançado e às vezes consolidado da empresa pode gerar prejuízos relevantes.

 

Conheça alguns conceitos e precauções que o empreendedor deve considerar ao criar uma marca para seu produto ou serviço:

 - A marca é a “alma do negócio” e deve refletir os valores da empresa

- Cuidar da marca é sempre reforçar vínculos com a clientela

- Antes de ser criada, a marca deve ser alvo de intensa pesquisa

- O INPI é o órgão oficial regulador de marcas e patentes

- Ter de trocar a marca por ela já ter dono causa perdas relevantes

 

Assessoria de Imprensa do Sebrae Minas 

(31) 3379-9275 / 9276 / 9271 / 9318