Agronegócio

Queijo da Canastra no Festival de Gastronomia de Tiradentes

O Sebrae Minas reservou espaço no Festival de Cultura e Gastronomia da cidade histórica para mostrar produtos do agronegócio mineiro

O Sebrae Minas será uma das atrações do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, que acontece no período de 21 a 30 de agosto. A instituição vai disponibilizar aos visitantes o estande Origem Minas, com mostras de variados produtos do agronegócio mineiro e destaque para a marca Região do Queijo da Canastra. “O queijo da Canastra será servido nos festins do dia 22. Além disso, no dia 23, vamos promover duas oficinas sobre esta iguaria mineira”, revela a analista da Unidade de Agronegócios, Danielle Fantini.

No estande, os visitantes terão a oportunidade de conhecer e degustar não apenas o famoso queijo, como também produtos de empresas mineiras ligadas ao agronegócio. São elas: Al Bazaar (pimentas, especiarias e chá), Associação dos Produtores de Queijo da Canastra – Aprocan (queijo da Canastra), Cachaça Morro Vermelho, Cachaça Tiara, Casa de Maria (bolos), Chef´n Boss (molhos especiais), Majestic (doce de leite), Néctar das Flores (produtos apícolas) e Pastree Alimentos (derivados de tomate).

Oficinas
Serão duas oficinas, com abordagens diferentes sobre o mesmo tema: queijo. Na primeira, o consultor Marcelo Podestá vai desenvolver a temática “Conhecendo os queijos artesanais brasileiros”. Na segunda, dois oficineiros: o produtor Guilherme Ferreira, de São Roque de Minas (Região do Queijo da Canastra) que, em junho, conquistou a medalha de prata (inédita para um queijeiro brasileiro) em um dos mais importantes concursos de queijo do mundo, o Mondia l Du Fromage de Tours; e o empreendedor Cássio Avelino, que falará sobre as origens produtoras de queijo em Minas Gerais.

Agronegócio mineiro
O projeto Origem Minas, fruto da parceria entre o Sebrae Minas e o Sistema Faemg, surgiu em 2012 com o objetivo de promover e fortalecer o agronegócio mineiro. Trata-se de uma estratégia que visa acompanhar uma tendência de mercado em que os consumidores buscam, cada vez mais, o que é autêntico, com procedência reconhecida e que reflete o modo de produção artesanal, as tradições, hábitos, cultura e história de determinada região. Além do queijo, o Projeto trabalha, entre outros produtos, com café, frutas in natura, flores, mel, laticínios e cachaça.

A “Região do Queijo Canastra”, marca lançada em dezembro de 2014, a partir de um projeto liderado pelo Sebrae Minas, reconhece e valoriza uma dos mais populares e longevos itens da culinária do estado. A produção do legítimo Queijo da Canastra engloba cerca de 800 produtores, distribuídos por sete municípios - Bambuí, Delfinópolis, Medeiros, Piumhi, São Roque de Minas, Tapiraí e Vargem Bonita. A produção total, inteiramente artesanal, chega a 16 mil quilos por dia.

Origem Minas/Queijo da Canastra no Festival de Tiradentes - Oficinas
Data: 23 de agosto (domingo)
Horário: 12h15
Local: Largo das Forras
Informações: (31) 3379.9124

Assessoria de Imprensa Sebrae Minas – (31) 3379.9278

Tags: Agronegócios, Queijo, negócios